Terço dos Homens

O Instituto Hesed é marcado por uma profunda devoção mariana, seguindo as suas exortações, em especial aquelas de suas aparições em Fátima e em Medjugorje. Fazendo a seus filhos um apelo à conversão e à mudança de vida, Nossa Senhora nos pede, em particular, que nos unamos a ela e a Jesus por meio da devoção ao Santo Rosário. Essa oração, profundamente contemplativa, nos leva a unirmo-nos mais estreitamente a Jesus. O Beato Paulo VI, na sua Exortação Apostólica Marialis Cultus, nos exorta a fazermos do Santo Rosário um meio de contemplação dos mistérios de Cristo:

“Por sua natureza, a recitação do Rosário requer um ritmo tranquilo e uma certa demora a pensar, que favoreçam, naquele que ora, a meditação dos mistérios da vida do Senhor, vistos através do coração daquela que mais de perto esteve em contato com o mesmo Senhor, e que abram o acesso às suas insondáveis riquezas.” (Marialis Cultus, 47)

Como oração contemplativa, e como devoção recomendada e indulgenciada, o Santo Rosário é forma privilegiada de prestarmos culto à Santíssima Virgem. Seguindo também os apelos de São Luís Maria Grignon de Montfort à consagração total a Jesus, por meio de Maria, que faz do Santo Rosário seu meio eminente de manifestação da Devoção à Mãe do Céu, demos início ao apostolado e difusão da devoção e récita do Santo Rosário.

Pe. Miguel Lencastre, sacerdote português ligado ao Movimento de Schoenstatt, um dos principais responsáveis pela difusão do Terço dos Homens no Brasil, em visita ao nosso mosteiro há alguns anos, ao final da Santa Missa nos fez um convite: “Por que vocês não iniciam um grupo do Terço dos Homens aqui neste Instituto?” Unindo-nos, então, ao Movimento Nacional do Terço dos Homens, iniciado na década de 1990 em Olinda, Pernambuco, e seguindo o apelo da Santíssima Virgem, iniciamos o Terço dos Homens no nosso Instituto no ano de 2014.

Os homens se reúnem em frente à Capela dedicada ao Menino Jesus e buscam fortalecer a sua fé, de acordo com o carisma do Instituto, vivendo também em união ao Movimento Nacional do Terço dos Homens. O grupo tem crescido em fecundidade e tem levado muitos homens a aderir com decisão a Jesus Cristo e à Santíssima Virgem, numa vida de vivência mais profunda da fé, dos sacramentos e de oração.