Irmãs

 “No Coração da Igreja, Minha Mãe, eu serei o Amor, assim serei tudo!”

Essa frase de Santa Teresinha expressa a ânsia de um coração que deseja dar-se sempre mais a Deus, dar-se sem medida, sem nenhuma reserva; um coração que não se contenta em dar algo de si, senão em dar-se a si mesmo. Assim somos chamadas a corresponder a tão alta vocação, seguindo Nosso Senhor com um coração indiviso.

A nossa felicidade reside em termo-nos entregues ao Amor misericordioso e em nos colocarmos como débeis instrumentos nas mãos do bom Deus a fim de que Ele disponha de nossa vida para a edificação do seu Reino e salvação das almas como lhe aprouver.

Experimentando, vivendo e cantando as misericórdias do Senhor, com a nossa vida anunciamos ao mundo o amor capaz de vencer todo ódio, curar toda enfermidade e libertar de todo o mal. Anunciamos o Amor capaz de saciar a sede do coração humano, realizando-o em sua plenitude.

Vivemos na constante busca de Deus, por meio da oração, do trabalho e de uma intensa vida fraterna, consumindo a nossa vida a fim de reparar o coração de Jesus e conquistar-Lhe o maior número possível de almas, eis a nossa missão!

Tudo realizamos por meio do Imaculado Coração de Maria – nossa Mestra, Rainha e Mãe, a quem devemos a graça da fidelidade à tão sublime vocação.